Uma nova chance

Todos nascemos e morremos. E entre esses dois determinantes episódios todos envelhecemos. É natural, faz parte da existência. Só não envelhece quem não fica vivo, quem se despede deste mundo antes que a juventude acabe.

Se hoje fosse o meu último dia de vida, eu queria que todas pessoas entendessem que o sofrimento é algo que pode sim ser evitado se conseguirmos compreender os desígnios de nossa trajetória.

Queria ver os jovens respeitando os mais velhos e que eles tivessem a consciência de que um dia irão chegar lá, terão mais responsabilidades, terão filhos – ou não – também terão rugas, quilinhos a mais, nada de mais, apenas o esperado para cada etapa. Queria que os mais velhos compreendessem os mais jovens e se lembrassem de que na sua juventude igualmente tinham a certeza de nunca iriam envelhecer.

Tenham paciência uns com os outros. Não somos obrigados a acertar sempre. O erro faz parte do acerto, muitas vezes ele precede a escolha decisiva que fará tudo finalmente dar certo.

Não questione as leis da vida, apenas aceite-as como necessárias para o bom andamento da história da humanidade.

Cuide de sua saúde mental, seja seu maior aliado para uma vida mais tranquila.

Não evite o inevitável, não postergue o intransferível, não troque seus sonhos por prazeres imediatos.

Mantenha suas raízes na profundeza do seu ser, de modo que ninguém as arranque com uma pancada em seu coração. Ah! E falando em coração, ele é mais forte do que você pensa.

Então, enxugue as lágrimas, sorria para você diante do espelho, não exija tanto de você, seja justo o suficiente para corrigir os seus erros, mas não seja exagerado em se punir tentando se consertar.

Todos os dias temos uma nova chance, mas tudo continuará igual se você nada fizer para mudar. Mas será incrível se em si mesmo você acreditar.

Fé, acima de tudo, sempre.

Que seja lindo, cheio de luz, de paz, compreensão e amor.

KenyaDiehl®️

Autismo é vida – me ame como sou