O isolamento social das mães de autistas

Sim, nós sabemos que o isolamento social para as famílias autistas não é novidade, mas a quarentena para os lares autistas é realmente um pesadelo ainda pior.

Não poder ir às terapias, à escola ou uma simples caminhada deixa os autistas em um nível de ansiedade terrível, desorganiza as idéias e o tédio toma conta. E não é só isso, quando os pais ou os cuidadores também estão em isolamento, sem poder ir ao trabalho, sem poder ver as pessoas que gosta ou simplesmente ter a rotina de dar uma caminhadinha básica o emocional começa a se abalar e todos tendem a ficar mais sensíveis.

Não é questão apenas de ficar dentro de casa. O isolamento é cansativo, as notícias são constantes, assustadoras e cansativas, as mães de crianças especiais não podem descansar porque as crianças não param. Não ter com quem dividir a responsabilidade pode as levar a um ritmo de exaustão, pois não podem relaxar, ler um livro, assistir a um filme ou ter uma noite completa de sono. Muitas dessas crianças são fortes, dão trabalho um trabalho que vão além da imaginação que qualquer pai e mãe de criança não autista pode sequer imaginar.

Então, nunca diga que qualquer criança nessa hora dá trabalho, porque é sim, muito diferente quando falamos de crianças com necessidades especiais.

Sejamos solidários, oremos uns pelos outros e que possamos enviar nossos abraços virtuais para que depois disso tudo nossos conceitos mudem, que sejamos mais solidários e que possamos amar mais nosso próximo como se realmente não houvesse amanhã.
KenyaDiehl®️
Autismo é vida – me ame como sou
AutismoMake
Faça com amor, faça como um autista!

O mistério

O mistério não é um vazio, na verdade ele é uma confusão de questionamentos que nos confundem ainda mais com pistas confusas perdidas no universo.

Se questionar faz parte do processo da busca pelo sentido da vida e não achar o sentido da vida faz parte da maior parte do tempo de nossas vidas.

Viver é buscar constantemente um caminho, um lugar, um contexto onde se encaixar, é lutar, chorar, se debater, se conformar, reagir, algumas vezes desistir e outras vezes tentar até não mais aguentar.

E então o mistério da vida acaba se tornando algo íntimo, pessoal e cansativo. E no auge da dor passa ser desinteressante, sem graça e comum.
KenyaDiehl®️
AutismoMake

Não é questão de medo, mas sim de respeito

Esses acontecimentos absurdos e aparentemente sem explicação surgem para que possamos aprender a viver melhor. Depois que passam, tendem a nos conduzir à sabedoria e nos deixam a marca da experiência.

É importante valorizarmos tudo isso, refletirmos e nos voltarmos para dentro de nós mesmos, não de forma egoísta, mas de forma pura, com a intenção de nos conhecermos e buscarmos o verdadeiro valor que temos pela vida e pelas pessoas. Quem não conseguir enxergar esses valores nesse momento enfrentará grandes dificuldades e pagará o preço alto da consequência de sua irresponsabilidade. Aprenderá da forma mais difícil – através da dor!

Não é questão de ter medo do vírus, mas sim de ter respeito pelas pessoas e, sobretudo, ter obediência a Deus.

Cada pessoa tem o direito de escolher o seu próprio caminho, seguir com sua vida. Portanto, foque no bem, liberte-se da raiva, do medo e do desejo de ser atendido na hora em que pede.

Saiba que quando algo sai de sua vida é porque algo melhor chegará em breve. Tenha paciência e aumente sua fé. Este é o momento de exercermos a empatia, a compaixão e a solidariedade.

KenyaDiehl®️

Autismo é vida – me ame como sou AutismoMake

Faça com amor, faça como um autista!

Não ignore as leis da vida

Não ignore as leis da vida. Elas sempre se fazem valer, demore o tempo que demorar.

Para sermos pessoas boas não basta não fazermos o mal, precisamos fazer o bem, lutarmos para encontrar nosso caminho e também para seguir no caminho do bem e da humildade.

Não reclame das dificuldades, por mais difíceis que elas sejam, pois os desafios surgem quando já temos conhecimento para vencê-los. É preciso levar adiante nosso processo de crescimento através das batalhas que travamos dia após dia.

Confie na vida e abrace com fé as boas oportunidades. Aprenda as lições que podem lhe conduzir à felicidade e lembre-se sempre que nossos pensamentos são capazes de movimentar as coisas ao nosso redor.
KenyaDiehl®️
Autismo é vida – me ame como sou
AutismoMake
Faça com amor, faça como um autista!

A importância do home office para o mundo

Depois que tudo isso passar podemos pensar em quantos trabalhadores podem seguir contratados pelas empresas no regime “home office” sem prejuízo do rendimento de seus trabalhos, muito pelo contrário, veja quanto o planeta ganha com isso.

Somando-se individualmente cada pessoa que, pelo tipo de trabalho que realiza não teria necessidade de estar presencialmente nas empresas – porque a Internet nos permite fazer reuniões e realizar tarefas cem por cento on-line – teríamos uma economia gigantesca, veja:

  • Menos consumo de água (para beber, para lavar as mãos, descarga, etc);
  • Economia de papel higiênico, de papel para as mãos;
  • Economia de material de limpeza e de manutenção em geral por ter menos pessoas circulando nos escritórios;
  • Desafogamento do trânsito, tanto no transporte público quanto nos de aplicativos ou individuais e por consequência melhora na qualidade do ar;
  • Economia de combustível;
  • Economia de energia elétrica (menos uso de elevadores, de equipamentos eletrônicos, de luzes acesas)… Entre tantas outras economias que poderia passar a noite aqui listando…

E também teríamos muitos ganhos! Mais tempo com a família, menos tempo no trânsito, mais liberdade e por consequência mais responsabilidade, pois aquele que produzir menos vai perder o lugar para aquele que produzir mais.

Alimentação mais saudável, descanso na hora do almoço, mais tempo para viver, efetivamente, as nossas vidas.

Por outro lado deixaríamos o transporte público à disposição daqueles que não podem ter seu trabalho sendo feito à distância, como médicos, bombeiros, balconistas, faxineiros, policiais, lixeiros, enfermeiros, cozinheiros, comerciantes e todos aqueles que não trabalham exclusivamente online. Esses teriam mais tranquilidade para se deslocar, menos disputa nos ônibus, nos trens e no trânsito em geral.

As cidades estariam mais limpas e as famílias talvez mais unidas.

Eu sou autista e vivo sonhando com um mundo melhor. Acredito que toda catástrofe serve para que algo melhor aconteça e tenho fé de que podemos sair dessa para uma melhor.

Seguirei orando, tentando ajudar e sonhando sempre… Deus abençoe a todos nós.

KenyaDiehl®️

Autismo é vida – me ame como sou

AutismoMake

Faça com amor, faça como um autista!