Somos todos iguais quando o assunto é VIDA

Liberte-se de tudo aquilo que te faz mal. Agora, mais do que nunca, é o momento de percebermos que o status e a posição social, na verdade, não valem de nada quando o assunto é VIDA!

Faça o que é necessário para viver bem, trate a todos com igualdade, com respeito e com educação, mas não deixe de dizer o que sente, não deixe de ser quem você é, não perca a sua autenticidade em troca de uma oportunidade, porque essa mesma OPORTUNIDADE pode te levar a perder a sua própria IDENTIDADE e isso não tem dinheiro no mundo que pague. O seu valor, a sua moral e a sua INDIVIDUALIDADE.

Somos todos iguais sim, mas viemos ao mundo para somar, precisamos respeitar, mas merecemos respeito, viemos do mesmo lugar e para o mesmo lugar retornaremos, merecemos espaço, independentemente de nossa capacidade ou posição social. Ilusão pensar que um sobrenome ou uma conta bancária nos torna melhores ou mais importantes uns que os outros. Somos todos filhos de Deus e para o Pai o que conta mesmo é aprendermos a sermos humildes, humanos, justos e corretos, especialmente quando ninguém nos observa e tudo acontece no silêncio de nossa alma.

KenyaDiehl®️

Autismo é vida – me ame como sou

AutismoMake

Faça com amor, faça como um autista!

Coronavirus e o cérebro autista

O coronavirus por dentro do cérebro autista…

Para o autista o imprevisível atormenta, apavora, incomoda, perturba. Não saber como serão os próximos dias, as próximas horas, as próximas ações nos coloca em situação de ansiedade, de vulnerabilidade emocional e o isolamento social passa a ter um peso incalculável para quem não pode enxergar o mundo através dos nossos olhos.

A pior pergunta de todas e que não pode ser respondida por ninguém é: QUANDO ESSE VÍRUS IRÁ EMBORA? E é essa a pergunta que está na cabeça de muitas pessoas com autismo, não importa a idade que tenham.

É horrível não saber quando poderemos retomar nossas vidas, quando a casa terá o ritmo de sempre, quando o mundo terá o barulho que sempre teve, quando a televisão terá os programas que sempre teve e o noticiário irá parar de noticiar especulações sobre coisas que talvez nunca aconteçam e também sobre coisas que talvez aconteçam até pior do que imaginam.

Sabemos que não somos os seres mais sociaveis do planeta, mas o isolamento forçado, os supermercados com plateleiras vazias, o carro de som passando nas ruas mandando todo mundo ficar dentro de casa, isso é difícil de lidar, difícil de aceitar e impossível de ser confortável.

Somos acostumados a ter equilíbrio através da programação mental, da antecipação do que vamos fazer, de como vamos agir, de onde, quando, como e com quem vamos ir.

Não saber o que, quando e como tudo isso vai terminar é como andar no escuro, de olhos vendados, ouvidos tapados e nariz fechados… É como caminhar na imensidão do universo com os próprios pensamentos armazenados em uma mochila, bem guardados para quando alguém quiser escutar, porque na maior parte do tempo a humanidade está ocupada demais correndo atrás de fama, buscando ter razão ou tentando conquistar seu próprio espaço.

E o autismo continuará sendo um enigma para a maior parte das pessoas porque elas estão ocupadas demais para poderem se preocupar em entender de verdade o que se passa na cabeça e no coração de uma pessoa autista.
KenyaDiehl®️
Autismo é vida – me ame como sou
AutismoMake
Faça com amor, faça como um autista!