Orgulho autista

Eu tenho orgulho! Orgulho da minha força, orgulho de não ter desistido de mim, orgulho de ter seguido em frente, de me tornar esposa, mãe e guerreira na luta pela conscientização do autismo.

Eu tenho orgulho de ter um filho autista! Sabe porquê? Porque ele é guerreiro também! Meu filho vence a epilepsia, toma remédios para convulsão, venceu a barreira da seletividade alimentar, do.baixo peso e da dificuldade de se expressar, das falhas no aprendizado, no hiperfoco que lhe tirava (e ainda tira) a atenção do que a maioria considera essencial. Ele vence todos os dias, sobretudo, o preconceito! Ele vence “as costas viradas para seus assuntos”, seus interesses e seus sonhos…

E juntos vencemos a sensibilidade sensorial com sons, luzes, cheiros e toques.

Eu tenho orgulho sim! Tenho orgulho de ser forte! De superar as crises, de manter um casamento, de conquistar as pessoas e de mostrar para o mundo que não sou uma aberração, não sou uma ameaça e não faço mal a ninguém.

Eu tenho orgulho de mostrar ao mundo que mesmo com todas as dificuldades não vou machucar ninguém e não vou sair quebrando tudo. Não precisa ter medo da gente, somos diferentes e ao mesmo tempo somos iguais.

Mas uma coisa temos em comum: Temos orgulho de sermos guerreiros, em fazer parte de um mundo altamente estimulante quando na verdade nosso cérebro precisa é de paz e calmaria.

Não espere que eu me supere em nada, mas me dê condições de me adaptar ao mundo conforme minhas limitações me permitem dentro do meu próprio parâmetro de felicidade.
KenyaDiehl®️
18 de junho – dia do orgulho autista
Autismo é vida – me ame como sou
AutismoMake
Faça com amor, faça como um autista!